Professora afegã ganha prêmio de educação no Catar

0

Em tempos de discussão sobre políticas de gêneros, oportunidades educacionais para mulheres e violência física ou moral contra o sexo feminino, assunto que foi tema da redação do Enem 2015 uma professora do Afeganistão ganhou destaque pela sua iniciativa na batalha contra a desigualdade.

Sakena Yacoobi, de 65 anos, recebeu na última quarta-feira (4) o Prêmio WISE, que reconhece iniciativas inspiradoras na área da educação, no valor de US$ 500 mil. A cerimônia de entrega do prêmio aconteceu na semana passada, durante a Sétima Cúpula Mundial de Inovação para Educação, em Doha, no Catar.

 

Sakena é fundadora e presidente do Instituto Afegão de Aprendizagem, que visa aprimorar a educação no país por meio de uma formação mais consolidada dos professores. Seu primeiro trabalho na área da educação foi durante os anos 1990, quando atuava em campos de refugiados no Paquistão, formando docentes e criando oportunidades de ensino para mulheres e meninas afegãs.

 

Quando os grupos Talibãs assumiram o governo do Afeganistão,entre 1996 e 2001, a educação para meninas foi terminantemente proibida em todo território nacional. Nesse cenário, Sakena criou cerca de 3.000 escolas secretas para mulheres. Em entrevista ao jornal britânico The Independent, a professora afegã disse que foi a única a negociar com os grupos armados da milícia quando todos se escondiam e temiam por suas vidas.

 

Atualmente, o instituto criado por Sakena Yacoobi ajuda mais de 12 milhões de pessoas carentes do Afeganistão, além de oferecer escolas particulares com preços acessíveis. Para o futuro, a professora planeja criar uma rádio, uma rede de televisão e uma universidade exclusiva para mulheres. “Nós podemos fazer muito mais. Eu dediquei minha vida a promover educação por que eu realmente acredito que essa é a única maneira de alcançarmos a paz”, disse Sakena ao The Independent.

Fonte: Universia

Share.

Deixe seu comentário