Professora da UESPI conquista prêmio no XI Congresso de Estomaterapia com trabalho sobre tratamento de úlceras de pressão

0

Um grupo de pesquisadoras, do Piauí, formada pela profa. Msc. Sandra Marina, docente do curso de Enfermagem da Universidade Estadual do Piauí – UESPI, as enfermeiras Aline Costa Oliveira, Maria Clara Batista, Yasmin Almeida e Lídya Tolstenko Nogueira, orientadora de Sandra Marina, no doutorado na Universidade Federal do Piauí (UFPI) foram premiadas por trabalho científico apresentado no XI Congresso Brasileiro de Estomaterapia. O encontro ocorreu em Gramado, no Rio Grande do Sul, promovido pela Associação Brasileira de Estomaterapia.

No congresso as pesquisadoras apresentaram o trabalho “Avaliação do custo de materiais de curativos dispensados pela rede pública para pacientes em domicílio” sobre o tratamento de feridas, ou úlceras de pressão, ocasionadas pelo repouso prologado de uma pessoa em uma posição física; e pacientes jovens acometido por acidentes de trânsito. Nestes dois casos, as enfermeiras, concluíram que há maior custo para o tratamento de tais pacientes.

Já os pacientes portadores de doenças como diabetes ou hipertensão geraram um custo igual ou maior ao dos pacientes com outras patologias. “O objetivo dessa pesquisa não é apenas reduzir custo. Nosso foco central é oferecer ao paciente a cura definitiva, nos casos das feridas. Com os diabéticos, queremos trabalhar na prevenção, porque essa patologia pode acarretar outros problemas como: cegueira e amputação. A palavra de ordem é prevenir para dar uma qualidade de vida”, explicou Sandra Carina, diretora do Hospital Geral do Promorar, zona Sul, de Teresina.

De acordo com a presidente da Fundação Hospitalar de Teresina (FHT), Fátima Garcez, a participação em congressos é de grande relevância: “O Hospital do Promorar realiza tratamento de excelente qualidade no tratamento de feridas complexas. Nossa meta é tornar ainda melhor esse serviço e somos convictos de que a participação dos nossos servidores em congressos como esse é fundamental para que cumpramos com nossa missão de fornecer um serviço de saúde de qualidade à população”, conta.

A Esmatoterapia, consiste em uma pós-graduação latu sensu ou modalidade extensão – da prática da enfermagem, voltada para o cuidado de pessoas com estomias, feridas agudas e crônicas, fístulas, drenos, cateteres e incontinências anal e urinária. O curso de Estomatoterapia existe no Brasil, desde 1980.

Dia Mundial do Diabético
No próximo, dia, 14 de novembro, é celebrado o Dia Mundial do Diabético, data foi instituída pela Federação Internacional de Diabetes (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) desde 1991, sendo reconhecida pela Organização das Nações Unidas.

Fonte: Ascom UESPI

Share.

Deixe seu comentário